top of page

Principais cuidados com a saúde do trabalhador em Home Office

Não tem como negar que a sociedade foi transformada de diversas maneiras pela pandemia do Covid-19. Mas, algumas das mudanças estabelecidas durante esse período acabaram se estendendo para a rotina de várias empresas, mesmo depois que as restrições foram reduzidas. O Home Office é um dos melhores exemplos desse fenômeno, com muitos trabalhadores passando a exercer suas funções sem sair de casa. Porém, o que muitas empresas que adotaram esses regimes caseiros não estão cientes é que os cuidados com a saúde do trabalhador e segurança no trabalho também são importantes nessas ocasiões.

Até porque é evidente que o Home Office oferece benefícios para ambas partes, então seguir as regras devidas pode garantir um funcionamento tranquilo e descomplicado. De um lado, as empresas reduzem custos com questões operacionais, enquanto seus colaboradores não perdem tempo no tráfego, ou dinheiro com combustível para se deslocar até o lugar onde trabalham. Sem falar que não há necessidade para período de testes, já que a pandemia forçou todos a experimentar esse tipo de trabalho durante a época de pico de contaminação.

Existe, entretanto, a questão da segurança no trabalho. Só porque está em casa, não significa que o trabalhador não esteja sujeito a acidentes ou riscos a sua saúde. Pelo contrário, sem um controle desse tipo de coisa, é muito mais difícil de regras serem quebradas de maneira involuntária. É justamente aí que entra a questão do acompanhamento por parte da empresa: para garantir que o colaborador está trabalhando nas melhores questões possíveis.

O que é obrigação da empresa durante Home Office?

Quando o assunto é segurança no trabalho, existem algumas instruções a serem seguidas de acordo com a legislação. Segundo o Artigo 75-E da Lei Nº 13.467, uma das obrigações do empregador é orientar os colaboradores “de maneira expressa e ostensiva, quanto às precauções a tomar a fim de evitar doenças e acidentes de trabalho”. Porém, esse não é o único compromisso das partes. É solicitado também que o empregado assine um termo de responsabilidade que assegure o seu comprometimento a seguir as instruções recebidas.

Além disso, mesmo exercendo suas funções de maneira remota, ainda é exigido que o trabalhador seja amparado por programas como o PGR (Programa de Gerenciamento de Risco) e o PCMSO (Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional). Isso significa que os exames de trabalho (admissionais, demissionais, etc) ainda precisam ser realizados de maneira normal.

Além disso, a Norma Reguladora 17 , criada para oferecer maior segurança, conforto e desempenho para os trabalhadores, ao adaptar as condições de trabalho de acordo com suas propriedades psicofisiológicas, prevê a exigência do cumprimento de algumas instruções. Entre essas está a necessidade do empregador de realizar análises no local de trabalho do colaborador para verificar as condições ergonômicas do local.

Dicas de saúde e segurança para trabalhar em Home Office

Temperatura, ventilação e luminosidade

Detalhes considerados mínimos podem fazer toda a diferença nesses momentos. Por isso, é importante avaliar quais as condições do ambiente e garantir que tudo esteja em ordem. Primeiramente, a temperatura deve estar entre 24º e 26º. Se possível, manter janelas ou portas abertas permite que o ar circule, o que é sempre bem-vindo.

Sobre a iluminação é ideal que haja um equilíbrio entre a luz ambiente e a que vem da tela, para evitar fatiga visual. Nesse quesito, a melhor fonte de luminosidade é o sol, mas caso não haja incidência solar no local, luminárias e lâmpadas são indispensáveis.

Postura

Devido à característica mais informal ligada ao trabalho realizado de casa, é normal que as pessoas não vejam necessidade em manter a postura quando estão na frente de seus computadores. Porém, essa é uma questão super importante, que deve ser levada em conta.

A posição correta consiste na coluna completamente encostada na cadeira, enquanto a tela do computador está na altura dos olhos. É importante também manter os pés apoiados no chão, antebraços sob a mesa e pulsos em mousepads.


Horário

Outro passo crucial é o estabelecimento de uma rotina com horários consistentes: quando dar início nas atividades, momentos de pausa, intervalos para refeições, entre outros. Seguir esses vai garantir mais normalidade a sua rotina de trabalho.

Porém, vale lembrar que não é apenas trabalhar de menos que pode prejudicar a sua jornada. É preciso ter cuidado para não ultrapassar o fim do expediente e continuar fazendo uma coisinha ou outra depois dele também.

Por fim, é ideal lembrar que ninguém consegue ficar 100% focado o tempo inteiro. Tire pequenos momentos para ir ao banheiro, tomar água, e se distrair por alguns minutos. Levantar e dar uma mini caminhada é uma boa maneira de fazer isso, pois ajuda a fazer o sangue circular. Seguir esses passos vai garantir maior atenção e disposição ao retornar ao posto.

Conclusão

Todos esses cuidados que mencionamos são formas de tentar evitar que acidentes ocorram durante os expedientes realizados em Home Office. Porém, vale lembrar que imprevistos podem ocorrer independente do quão cautelosos sejam ambos empregador e trabalhador.

Portanto, é crucial que clínicas estejam sempre preparadas e aptas para atender situações do tipo, mesmo que a empresa para qual o colaborador trabalha não seja da mesma região. Esse é exatamente o caso da RTK Medicina do Trabalho! Há mais de 20 anos no ramo, nós contamos com uma estrutura completa preparada para receber trabalhadores de qualquer área.

Комментарии


Receba nossa newsletter

Inscreva seu melhor e-mail para receber nossas atualizações sobre Segurança e Medicina do Trabalho, 
e nossas publicações em primeira-mão.

Obrigado pelo envio!

bottom of page